Logo Junker Group

Assistente de produto

x
Drücken Sie Enter zum Suchen oder ESC zum Schließen

Solicitar informações do produto sobre:

Inquérito

Inquérito

Prêmio de tecnologia ambiental de Baden-Württemberg, a JUMAT da Erwin Junker Maschinenfabrik GmbH recebe prêmio especial

Novo conceito de máquina para a fabricação de eixos sem-fim

A Erwin Junker Maschinenfabrik recebeu o prêmio especial do Ministério do Meio Ambiente pela retificadora JUMAT. Ela permite a fabricação em série de eixos sem-fim por meio de um processo altamente produtivo e eficiente em termos de energia.

O prêmio especial do júri no Prêmio de Tecnologia Ambiental de Baden-Württemberg deste ano vai para Erwin Junker Maschinenfabrik GmbH, de Nordrach, pelo novo conceito de máquina JUMAT. Atrás desta designação está um processo altamente produtivo e eficiente em termos energéticos para a fabricação em série de eixos sem-fim, que foi implementado em uma única máquina. Os eixos sem-fim nela fabricados são usados ​​em várias transmissões e acionamentos. Sua aplicação é amplamente difundida e vai desde sistemas de direção acionados eletricamente para veículos até a engenharia mecânica em geral e acionamentos istalados em leitos hospitalares ou em motorhomes. Algumas aplicações são tão comuns que os fabricantes produzem vários milhões destes eixos sem-fim por ano.

De modo concreto, o processo de fabricação da JUMAT permite a economia de aprox. 40% de energia e recursos materiais

Entra como blank, sai como eixo sem-fim

O novo processo substitui o método de fabricação em que cada eixo sem-fim tem que passar por três máquinas (fresamento, polimento ou brunimento, seguidos de acabamento e finalmente rebarbação), incluindo o esforço de manuseio correspondente. A partir de um blank, que já possui uma geometria básica e dois assentos de mancal, o eixo sem-fim é retificado a partir de uma peça maciça sem a necessidade de abrir a porta da máquina uma única vez. O blank é alimentado ao processo totalmente automatizado por meio de um sistema de carregamento e primeiro é pré-retificado e, depois, submetido à retificação de acabamento em duas etapas de retificação. Em seguida, a peça é transportada e rebarbada para que um eixo sem-fim acabado saia no final. As inovações essenciais que tornam isto possível são uma geometria de ferramenta recém-desenvolvida e um processo de pré-retificação otimizado, que realiza o desempenho de corte principal e trabalha com taxas de avanço muito elevadas.

No entanto, os valores provaram ser realistas. As primeiras aplicações de clientes que pudemos acompanhar em 2021, em alguns casos, excederam significativamente
as nossas previsões

Economia em várias dimensões

"A Erwin Junker Maschinenfabrik GmbH não desenvolveu apenas um novo processo de retificação, mas também uma abordagem completamente nova que permite melhorias e economia em várias dimensões. Isto fez com que o júri concedesse o prêmio especial para a JUMAT", afirma a ministra do Meio Ambiente Thekla Walker. De modo concreto, o processo de fabricação da JUMAT permite a economia de aprox. 40% de energia e recursos materiais. Na produção, a vida útil extremamente longa das ferramentas é acompanhada por requisitos de espaço reduzidos, tempos de ciclo pelo menos 50% mais curtos e consumo de energia aprox. 25% menor – embora os processos de produção e, portanto, também os efeitos, possam ser muito diferentes. "Fizemos um cálculo bastante conservador. No entanto, os valores provaram ser realistas. As primeiras aplicações de clientes que pudemos acompanhar em 2021, em alguns casos, excederam significativamente as nossas previsões", disse Joachim Himmelsbach, diretor executivo da Erwin Junker Maschinenfabrik GmbH. O novo modelo de máquina está disponível desde o início de 2021.